No aquecimento: antes dos Jogos, Marco Túlio tem boa atuação no Campeonato Pan-Americano da modalidade

O pinheirense que participou do Pan-Americano de Levantamento de Peso, na Guatemala em abril, ficou com o 4º lugar

No início do ano, em fevereiro, a Confederação Brasileira de Levantamento de Peso realizou uma seletiva no Rio de Janeiro, onde o pinheirense Marco Túlio Gregório Machado conquistou o direto de participar do Campeonato Pan-Americano, realizado em abril na Guatemala. A competição já serviu como uma espécie de aquecimento para os pesisitas que visam o Pan, já que reuniu os principais atletas das Américas, da modalidade.

Fazendo uma análise antes da seletiva, o atleta do Pinheiros havia comentado que a disputa no Rio foi acirrada, já que ele tem um adversário da mesma categoria na seleção brasileira. Mas acabou conseguindo dar o primeiro passo, que foi garantir o direto de ir até a competição na Guatemala. Já no Pan-Americano, apesar de na edição passada ele ter garantido a medalha de prata, tendo perdido o ouro para um americano e neste ter ficado com o 4º lugar, ele acredita ter conquistado um resultado importante já pensando no caminho para Tóquio.

“Mudaram as regras para o nosso esporte e mesmo em ano de Jogos Pan-Americanos, acontece o Campeonato Pan-Americano, que agora é um evento Gold, que já soma pontos para Tóquio 2020”, explica Marco.

No Campeonato, o pesista levantou 190kg e ficou na quinta colocação do arremesso. O colombiano Jhonatan Rivas, com 211kg, ficou novamente com a medalha de ouro, seguido por Angel Luna, da Venezuela, que ficou apenas 1kg abaixo do campeão. O canadense Satavy Boady, com 201kg, foi medalha de bronze.

Na classificação geral, Jhonatan Rivas levou seu terceiro ouro, totalizando 391kg, Angel Luna ficou com a prata com 372kg e Satavy Boady com o bronze ao erguer 356kg. Marco Túlio Gregório ficou na quarta colocação na soma do arranco com o arremesso com 356kg levantados ao todo.

Em 2015, em Toronto, foi a primeira participação de Marco em Jogos Pan-Americanos, mas ele que já tinha tido uma primeira passagem pelo Pinheiros, não estava no Clube. Este ano ele comemora voltar a competição como pinheirense e espera ter um resultado ainda mais positivo. “Na edição passada eu competi bem, mas devido as circunstâncias da seletiva eu fiquei entre os cinco, perdi o bronze. Desta vez estou muito mais fortes, me sinto mais preparado”.

Foto: Ricardo Bufolin | ECP