De olho em Lima, pinheirenses se destacam no Pan de Judô

Sendo os campeões de suas categorias, o experiente Rafael Silva (Baby) e a jovem promessa Larissa Pimenta, são dois possíveis nomes para os Jogos Pan-Americanos de Lima

Dezoito judocas brasileiros foram convocados pela CBJ – Confederação Brasileira de Judô, para participar do Campeonato Pan-americano da modalidade. A competição foi realizada em Lima, no Peru, mesmo local onde acontecerá a edição de 2019 dos Jogos Pan-americano. Além de já ir se familiarizando com o local e os adversários, o campeonato também contou pontos importantes para o Ranking Pan-americano, que é um dos critérios para a convocação para os Jogos de Lima.

O Pinheiros mais uma vez marcou presença, representando mais de trinta por cento da delegação, com seis dos dezoitos judocas que foram representar o país sendo pinheireses e todos eles voltando para casa com medalhas. Entre os doas 25 e 27 de abril, foram realizadas as disputas individuais e no dia 29 houve a disputa por equipe mista. O Brasil voltou para a casa com 15 medalhas no individual e sendo o campeão do Pan por equipe mista.

As 15 medalhas conquistadas no individual foram: quatro ouros, oito pratas e três bronzes. Os judocas do Pinheiros foram os responsáveis por dois ouros: com o pesado Rafael Silva “Baby’ (+100kg) e a meio-leve Larissa Pimenta (-52kg); duas pratas: com o ligeiro Eric Takabatake (60kg) e a pesado Maria Suelen Altheman (+78kg); e mais dois bronzes: com o meio-médio Eduardo Yudi (81kg) e a também pesado Beatriz Souza (+78kg).  Justamente os dois ouros, além da importância por si só que já representam, ainda marcaram de forma individual a vida dos dois atletas que os conquistaram. Com o resultado o bi-medalhista olímpico Rafael Silva sagrou-se pentacampeão da competição e Larissa Pimenta estreou em grande estilo, com seu primeiro título em um Pan Sênior.

“Pensando em classificação olímpica ainda tem muita água pela frente. Agora penso nos Jogos Pan-Americanos, que faltam menos de cem dias. Então, estou focando na preparação para esse evento e também para o Mundial de Tóquio. Saio bastante feliz com esse resultado, consegui o ouro e é mais um degrau para chegar na conquista da vaga e depois pensar na conquista de mais uma medalha olímpica”, ponderou Rafael Silva após encaminhar muito bem sua classificação para os Jogos Pan-Americanos de Lima 2019.

O Pan-americano de Judô ainda contou com confrontos 100% brasileiros entre os pesados. As companheiras de Clube Maria Suelen e Beatriz Souza se encontraram na semifinal, com Suelen levando a melhor e passando para a disputa final e Bia indo brigar pelo bronze. No final as duas garantiram uma dobradinha no pódio para o Brasil, com uma prata e um bronze. Já no masculino, Baby superou o judoca David Moura (Instituto Reação) no confronto final e ficou com o ouro deixando a prata para o adversário.

Campeonato Pan-Americano Por Equipes Mistas

Depois das belas atuações individuais, no domingo foi a vez dos judocas se unirem em busca do título por equipe para o Brasil e Rafael Silva, Eduardo Yudi, Maria Suellen e Beatriz Souza, ajudaram a compor o time. A final não poderia ter sido mais emocionante, com o maior clássico do judô pan-americano: Brasil x Cuba.

Desta vez um dos nomes que se destacou fazendo grande diferença para a vitória final, foi uma das “caçulas” da seleção, a jovem pesado Beatriz Souza. Com direito a luta extra de desempate, Bia se agigantou diante da campeã olímpica Idalys Ortiz e venceu a cubana duas vezes para garantir o ouro da seleção brasileira.

“Machuquei a mão no individual no sábado e eu sabia que ia ser na superação. E foi duas vezes na superação. Mas, eu faria tudo de novo, sentiria toda essa dor de novo para trazer essa medalha para a gente. Trazer esse título para o Brasil maravilhoso. É uma sensação que eu quero ter sempre”, festejou a judoca do Pinheiros.